quarta-feira, 15 de maio de 2013

Procura-se sentimento para preenchimento de uma vaga.

- Próximo... Nome?!
- Tristeza.
- O que faz no seu dia a dia?
- Procuro deixar as pessoas ruins, pensando que estão sozinhas.
- Tudo bem?! Aguarde na sala ao lado. Próximo?!
- Não vai me fazer nenhuma outra pergunta?
- Não. Próximo!
(Um minuto depois).
- Nome?
- Saudade.
- O que costuma fazer no dia a dia?
- Passo o dia procurando pessoas que estão afastadas daquelas que amam e faço lembrar, sentindo um pequeno aperto no peito.
- Tudo bem. Próximo!
...
- Amor... Sou responsável em fazer nas pessoas uma ligação tão boa de seus sentimentos, que elas chegam, muitas vezes, a esquecer o restante ao seu redor.
...
- Harmonia... Deixo todos tranquilos, aproveitando aquele momento de calma e paz consigo e com o próximo.
...
- Felicidade... Faço com que as pessoas deem muitos sorrisos e tenham vários momentos felizes.
(Após alguns minutos na sala de espera).
- Bem, agradeço a presença de todos os candidatos aqui presentes. Gostaria de informar que a partir de agora, todos vocês estão contratados.
- Como assim?
- Não pode...
- Não vai...
- Não tem como...
- Calma. Peço silêncio e atenção! Escutem o que tenho à falar.

Primeiro o Amor, a Harmonia e a Felicidade. Vocês são os que pertencem ao lado bom da vida. São a certeza de que as pessoas tem a capacidade de ficar lado a lado umas com as outras e conviverem da melhor forma possível. Depois é a sua vez Saudade. A garantia de que as pessoas não serão esquecidas. E em seguida você Tristeza. A prova viva de que tudo não é somente construído de coisas boas. Quando agi, você mostra que vivemos em um mundo nosso que tem de estar em completa igualdade. Você abre os olhos das pessoas para uma certeza de que tudo aquilo não pode ser somente o que se imagina ser. Que é preciso  também algumas dificuldades para se aprender.
Contudo meus caros, sejam bem vindos a nossa organização chamado Coração. Não esqueçam de passar pelo setor principal para cadastrar seus dados e serem direcionados a sua sala.

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário