quarta-feira, 15 de maio de 2013

...

- Lhe transpassam muitos pensamentos?
- Sim, transpassam!
- São diferentes?
- Sim. São... Se chocam entre curvas estreitas de minha vida, quem em muitas vezes, as mancham. Quando se acalma, vou tratando tudo que fica ferido. Muitas vezes recupero algo, já em outras vezes não. No final de tudo, nas paredes e chão, por mais que lave-os por várias vezes, fica encarnada a cor. 

Pensando bem...

Eu poderia te perder por um minuto, mas só por um.
Eu poderia trocar tudo por um suspiro, só para te admirar um pouco mais.
Eu poderia...
Mas estou indo.
Nossas vidas são assim.
São como são agora.
Tudo vem na sua hora.
Não adianta mais reclamar.
Só adianta mesmo viver.
Agora, viver em outro lugar.

Procura-se sentimento para preenchimento de uma vaga.

- Próximo... Nome?!
- Tristeza.
- O que faz no seu dia a dia?
- Procuro deixar as pessoas ruins, pensando que estão sozinhas.
- Tudo bem?! Aguarde na sala ao lado. Próximo?!
- Não vai me fazer nenhuma outra pergunta?
- Não. Próximo!
(Um minuto depois).
- Nome?
- Saudade.
- O que costuma fazer no dia a dia?
- Passo o dia procurando pessoas que estão afastadas daquelas que amam e faço lembrar, sentindo um pequeno aperto no peito.
- Tudo bem. Próximo!
...
- Amor... Sou responsável em fazer nas pessoas uma ligação tão boa de seus sentimentos, que elas chegam, muitas vezes, a esquecer o restante ao seu redor.
...
- Harmonia... Deixo todos tranquilos, aproveitando aquele momento de calma e paz consigo e com o próximo.
...
- Felicidade... Faço com que as pessoas deem muitos sorrisos e tenham vários momentos felizes.
(Após alguns minutos na sala de espera).
- Bem, agradeço a presença de todos os candidatos aqui presentes. Gostaria de informar que a partir de agora, todos vocês estão contratados.
- Como assim?
- Não pode...
- Não vai...
- Não tem como...
- Calma. Peço silêncio e atenção! Escutem o que tenho à falar.

Primeiro o Amor, a Harmonia e a Felicidade. Vocês são os que pertencem ao lado bom da vida. São a certeza de que as pessoas tem a capacidade de ficar lado a lado umas com as outras e conviverem da melhor forma possível. Depois é a sua vez Saudade. A garantia de que as pessoas não serão esquecidas. E em seguida você Tristeza. A prova viva de que tudo não é somente construído de coisas boas. Quando agi, você mostra que vivemos em um mundo nosso que tem de estar em completa igualdade. Você abre os olhos das pessoas para uma certeza de que tudo aquilo não pode ser somente o que se imagina ser. Que é preciso  também algumas dificuldades para se aprender.
Contudo meus caros, sejam bem vindos a nossa organização chamado Coração. Não esqueçam de passar pelo setor principal para cadastrar seus dados e serem direcionados a sua sala.

  

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Se tudo for verdade, choro.

Não pelo concreto...
Choro pelas árvores.
Essas sim merecem minhas lágrimas.
Pois pedras...
Levaram poucos dias para serem colocadas.
As árvores...
Foram meses para serem brotadas.
Os homens modificam qualquer coisa
A qualquer tempo que querem.
Modificam do jeito deles:
Com concreto, pedras...
Bastante!
Porém sem árvores.
Nada!
Bancos?
Sim, podem existir.
Mas, quem os usam em meio ao sol?
Quem?
O foco são as árvores!
Não são os bancos!
Sentar?
Senta-se no chão!
Debaixo de uma árvore a sempre um conforto!
Estacionar?
Nossa como o centro da cidade de Quixadá é enorme ao ponto de não dar para caminhar! (Satirizando)

"A nossa preguiça, faz de nós, seres incapacitados de vermos o óbvio a nossa frente."

(André Luiz)

terça-feira, 7 de maio de 2013

Pensando

"Somente sentindo o que se passa em meu coração, é que consigo viver uma intensidade prazerosa de fazer parte desse mundo."

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Depoimento de um Coala.


Só lembro que era noite. Escutei barulhos de coisas estranhas em torna da minha casa. Não fiquei para ver o que era. Sai dali o mais rápido possível sem olhar pra trás. Fiquei assustado, com medo de voltar. Por mais que estivesse encontrado um outro lugar, sempre ficava imaginando o que teria sido aquilo. Era nessas horas que me vinha o barulho na memória. Tempos depois resolvi voltar ao meu antigo lar. Quando cheguei, fiquei muito triste. O que tinha acontecido ali? Foi quando escutei a terra chorando. Ela me contou de todo o seu sofrimento. Aquela imagem agora, carrego comigo por todos os lugares que ando. Quando escuto aquele barulho novamente, trato logo de me afastar. Hoje ando por vários lugares e sempre quando volto por onde passei, é a mesma imagem que vejo, é o mesmo choro que escuto. Minha amiga floresta não é mais a mesma.

Essa imagem postada no Facebook gerou muitos comentários. Veja a reportagem no site Administradores: http://administradores.com.br/noticias/cotidiano/foto-de-coala-em-meio-a-floresta-devastada-gera-comocao-na-internet/75582/

Você não sabe de nada ainda!

O dia se completa com um existente buzinando no seu ouvido: "Aconteceu assim porquê você fez por onde!". "As coisas andam dessa forma porquê você quer!". "Fez isso, isso e isso, por conta daquilo!". Nada é fácil pra ninguém. Temos que ter certeza. Apontar o porquê das coisas sem nem mesmo saber o que realmente está se passando é coragem demais - Uso esse termo por educação - da pessoa.

"Nada saberei sobre aquilo, se não chegar a conhecê-lo realmente. Conhecer não de ver. Conhecer de saber o que realmente se passa/passou com tal pessoa".

"Primeiro de vem o "como está se sentindo" para depois o "agora sei o porquê disso tudo".

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Acompanhado se torna mais fácil.

É preciso atravessar a rua que nos corta.
Um passo de cada vez. Afinal, atravessar uma rua movimentada te exige cuidado. Você corre riscos. O de ser atropelado é um dos exemplos.
Atravessada, pronto! Na volta você vai estar...
Estando acompanhado é mais fácil.
Um segurando a mão do outro com os dedos entrelaçados e anelados.
Dá para se sentir mais segurança.

É preciso plantar.
Árvores tem que nascerem, crescerem...
São vidas! E elas tem que vir!
Imaginando: De uma semente, a uma nova vida.
Isso é possível.
E estando acompanhado é mais fácil.
Dá para sentir mais segurança.

É preciso organizar.
Mudanças tem que acontecer.
Tanto o caminhar te exige força, como o plantar coragem.
Ao atravessar a rua, retornar, plantar, fazer com que cresça... Irá precisar de muito mais que só coragem e força. Mas, se não tiver, dá para se encontrar. Ainda mais estando acompanhado.