segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Bisa minha Bisa.

    Nunca fui de falar de minha família, mas essa, merece meus relatos e o meu reverenciamento.


    Mostra coragem de viver e de viver. Em seus enxutos 96 anos, exige um aniversário com direito a convite, bolo, lembrancinhas e tudo mais que se possa receber bem os seus convidados. A recepção é com alegria, distribuída por ela mesma. Foi assim o domingo com sorrisos, reencontros com parentes distantes, abraços afetuosos e saudade matada. Parabéns minha Bisa Tecla. Muita saúde e que esse seja um dos muitos que ainda vem pela frente com a graça que nosso bom Deus nos dá de ter você ainda por perto.
    PS: Todas as vezes em que ia visitá-lá, ela me perguntava se já tinha casado. Eu dizia que não. Nesse dia eu levei a Luana e a apresentei, dizendo que era a mulher que eu estava namorando e ia casar, ai ela soltou uma gargalhada tão gostosa. Rsrsrsrsrs... Espero que tenha sido uma aprovação. Rsrsrsrsrs...





Nenhum comentário:

Postar um comentário