segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Bisa minha Bisa.

    Nunca fui de falar de minha família, mas essa, merece meus relatos e o meu reverenciamento.


    Mostra coragem de viver e de viver. Em seus enxutos 96 anos, exige um aniversário com direito a convite, bolo, lembrancinhas e tudo mais que se possa receber bem os seus convidados. A recepção é com alegria, distribuída por ela mesma. Foi assim o domingo com sorrisos, reencontros com parentes distantes, abraços afetuosos e saudade matada. Parabéns minha Bisa Tecla. Muita saúde e que esse seja um dos muitos que ainda vem pela frente com a graça que nosso bom Deus nos dá de ter você ainda por perto.
    PS: Todas as vezes em que ia visitá-lá, ela me perguntava se já tinha casado. Eu dizia que não. Nesse dia eu levei a Luana e a apresentei, dizendo que era a mulher que eu estava namorando e ia casar, ai ela soltou uma gargalhada tão gostosa. Rsrsrsrsrs... Espero que tenha sido uma aprovação. Rsrsrsrsrs...





sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Esperança é a questão!


   Oi! Como está o seu dia hoje? O meu está com uma pitada a mais de esperança, aquela velha que, por mais que diga: - Eu não tenho mais! Vai estar enganando a si mesmo. Pois é. Não a nada no mundo que possa mudar esse pensamento em mim. Sou assim e nesse ponto é bom não abrir mão. É algo que me deixa cada dia mais vivo, que me dá forças para ter paciência, que me deixa em paz comigo mesmo, que me faz triste por um instante e logo me injeta um ânimo no pensamento tão grande que fico parecendo um louco pensativo. Há, esse é um ponto crucial em mim. Fico pensativo demais quando estou passando por algo difícil. Para alguns é meio complicado porque acham que a gente não está dando bola para o que estão falando, mas pelo contrário, fico ligado demais enquanto fala, porém logo depois volto a pensar novamente no que antes me afligia. Resumindo. Quando estou assim, não sou uma boa pessoa para comentários. Pode parecer estranho e anormal para alguém ai, más, é o meu jeito de lidar comigo mesmo. Meu refúgio! E com essa esperança eu finalizo o meu desejo de um dia mais que demais pra você. Não deixe que a pertubação assole a sua esperança, pois com ela vem a fé de que tudo vai ficar bem e que essa fase difícil a que pode estar passando servirá de alguma forma como ensinamento. Mas esse tema ai fica para uma próxima postagem. Escuta essa música do Grupo Diante do Trono. Abraços!



Endereço: http://www.youtube.com/watch?v=yGFsH7WmonQ

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Pensamento do dia: A falta que faz?

   Começo hoje com uma frase postada por minha tia no Facebook: "Seja como vc estiver se sentindo hoje, desejo um lindo e abençoado dia!!!!". Tudo bem, tudo bem! Obrigado tia. Justo no dia em que não é bem assim que está. Ai, você para pra pensar a respeito e fica imaginando um montão de coisas (Fica passando tudo de uma vez só na minha mente e quando olha pro relógio passaram apenas um minuto, sendo que pareceu que passou umas horas). Poxa, porque não está do jeito que ela quer que esteja, já que não pode ser do jeito que eu quero. Não pode ser do jeito que ela quer? Rsrsrsrs... É uma loucura essa vida. Uma balança mesmo. Quando as coisas boas pesam de um lado e desmorona tudo, pra conseguir colocar tudo no lugar é um "haja osso". Mas é isso mesmo, momentos ruins não são somente momentos ruins. Se está passando por ele é porque: 1º Faz parte do teu caminho sofrer um pouco e aprender algo com isso; 2° Já foi muito tempo de coisas boas e como diz o ditado "esmola demais o cego desconfia", pois é, o desconfiar não foi comigo e ai quando vi, estava sem minha esmola (No bom sentido da conversa); 3° Um bom tempo pra você crer que pode muito mais do que imagina e que os sentimentos de tristeza é por falta de algo que não faz muita falta a você mas sim ao seus fornecedores. É isso ai amiguinho. Vamos que vamos! Vai, com jeito vai, um dia a casa cai e ai você a levanta novamente. Um dia a gente paga tudo, quem sabe um ano (Rsrsrssr...) e fica em pé na balança mantendo tudo equilibrado pra não despencar novamente.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Estou parado, mas ainda ei de percorrer muito o caminho já antes percorrido.

     É, caminhei por um caminho que ao meu ver estava em perfeito estado. Os matos na beira estavam sempre aparados, as placas de sinalização sempre nítidas, os pedágios sempre pagos e minha moto com os documentos mantidos em dia para assim circular por ele. Mas, foi um perfeito que não durou mais. Hoje ele não faz mais parte do meu rito. Agora já não o faço mais e minha moto está ficando enferrujada por tanto tempo parado. Quanto ela ainda vai suportar a rigidez do ferrugem? Se depender de mim não é por muito tempo. Sempre que partia de um lugar deixava aberta a porta por onde eu saia. Essas portas hoje estão abertas para mim. Meu caminho pode voltar a se trilhar por um antes já percorrido. Um caminho do qual a minha hoje enferrujada consiga fazer até sozinha. Vamos ver. De uma coisa eu tenho certeza, se esse caminho eu trilhar, dele quero fazer um posto para que possa descansar por muito tempo.
     Onde está o mapa dele? Quase em minhas mãos meu caro, quase nas minhas mãos.
     "No castelo do qual existem portas feitas por você é onde estarão as trancas também pensadas e do qual nunca foram usadas".  

sábado, 1 de setembro de 2012

Não é nada cativante uma coisa dessas!
É inescrupuloso pensar que você age de uma forma dessas mediante a situações que não são cabíveis em seu termo de pessoa. Pensar em si como unica e insolúvel a esse meio que nos deixa a par de consumismos desnecessários no dia a dia. Não é uma peça de tecido que vai fazer eu lembrar de você. Não é nada mais além de meus pensamento e certezas comigo mesmo, que irei ter coragem de enfrentar tudo. Lembro de você a cada segundo do meu dia, penso tanto a ponto de me pegar parado com o olhar além, pensando em você. Mas, é como se dizem por ai: "O que os olhos não veem o coração não sente", não é mesmo? E a cada dia vejo que isso para algumas pessoas é mais importante do que uma palavra dita. "Somos o que podemos ser". Já dizia a música. "Sonhos que podemos ter". Prefiro pensar mais forte nessa segunda completando a mesma com o pensamento de que "Sonho que se sonha só, é um sonho e sonho que se sonha junto, é realidade.

Quixadá, 31 de Agosto de 2012