sábado, 29 de outubro de 2011

Sinto...

Falta...
Do apreço para se ver;
Do sentar de cadeirinha;
Do copo de água pedido para ser buscado;
Da vergonha da vizinha ao ver nós se beijando.

Sinto falta do que não tem.

Sinto falta...
Da emoção em ver e escutar minha poesia;
Da saudade que bate quando não se vê;
Da solidão de só pensar em estar só;
Principalmente de estar só para se pensar.

Sinto falta em você.
E mesmo sinto falta de você.

Sinto falta...

Me cai a precisão e penso no descaso que é.
Não parecer com o que deseja,
Se parecesse não teria graça.
É saber aceitar como a vida é.

"O bom é que quando se quer, se aprende a conviver com essa vontade mal preenchida ou se faz por onde mudar algo em si. Em nós."   

Nenhum comentário:

Postar um comentário