sábado, 21 de maio de 2011

Hoje eu acordei com uma vontade danada...

   ...De mandar flores ao delegado, de mandar bom dia, de beijar o português na padaria... (Zeca Baleiro).
   Pois é, não deu... (Los Heramanos).

   Acordei de supetão com o barulho que adentrava pela porta central de minha mais nova morada. Eram rastejos de chinelas nos pés que cansados e tropegos, não aguentavam mais se equilibrar centimetros do chão.
   Despertei...
   Aquela vontade de sair correndo, ou melhor, andando mesmo, me veio a tona. Que loucura essa! Ás cinco da manhã seria, com o frio que estava fazendo. Mas, acordei com aquela vontade.
   Hoje sinto que o dia vai ser diferente. Não sei se para melhor ou para pior (Pena de mim). De ambas as partes, estarei feliz por estar vivo e esperar mais um em que essa vontade me venha a tona denovo e que eu possa ter tempo para fazer.
   Tempo!!!???
   Esse fica para depois. Tchau!

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário