terça-feira, 24 de agosto de 2010

Ponte para você

A ponte me emenda com o outro lado
Mas me deixa sem opção de atravessar
Eu fico meio sem jeito e demasiado
Fico louco para te buscar
Me vem a ponte e me diz
Que quer fazer de mim a sua ponte
Mas, como pode a ponte
Fazer de ponte o que não é?
Eu sei que quero ir te ver
Te buscar e te trazer
Até o outro lado do rio que aponta
Vou e vem depois contigo
Vou e nem sei se consigo
Ai, dúvida cruel essa que me aponta
E olhe que posso estar na ponta
Da ponte que me leva até teu céu
Da ponte que me dá o acesso a te
Te ligo!
Atravesso logo além
Por terra firme avante e em frente
Assim não terei como me afogar
Caso a ponte me faça de ponte
E vá ela em meu lugar
A ponte me imenda ao outro lado
Mas nem por isso posso passar
Andarei um bocado
Mas, terei um dia de chegar

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário