quarta-feira, 26 de maio de 2010

Os orgõas conversam.

"O coração se aperta!"
Isso diz o pulmão.
"Faz com que o espaço que pulsa com rapidez, fique cada vez mais apertado e menor."

"O coração ainda continua sem conseguir falar. Coitado. Lhe falta ar!"
Algo é sentido pelo... que fala para o coração continuar calmo.
Logo depois fala ao pulmão.

"Está tudo bem."
A boca se agita bastante sem conseguir parar.
A língua segue o compasso e juntas...
"O coitado do coração!"
Grita o pulmão.

Se escuta uma voz de longe.
"Invejoso!"

Vai ficando cada vez mais apertado.

De repente, se relaxa.

Quando tudo acaba, o coração podendo falar diz: "Foi bom tudo o que aconteceu, porque no exato momento me sinto feliz e prazeroso com tudo aquilo e garanto que vou me guardar com grande maestria e vontade para quando ouver mais."

É, uma coisa boa dessas fazem quaisquer orgão falarem entre si.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário