terça-feira, 25 de maio de 2010

Apesar do que, não uso lentes.

Não foram as lentes que o mudaram.
Meus olhos hoje enxergam o caminho melhor, bem como percebe os outros olhares direccionados para os mesmos. Uns desafiadores, outros piedosos e até mesmo os graciosos. Mas a única coisa que os incomoda é o clarão do sol que bate penetrante nas suas conjunções com a face.


(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário