quarta-feira, 19 de maio de 2010

Conto

Meus contos não são inventados nem por mim nem por ninguém.
Minha mente faz o papel de boba apaixonada em um mundo que é meu e de mais ninguém.
Esse mundo foi eu quem o criou e me preocupei em colocar todos os requintes necessários stando você nele também.
Criei uma outra mente e meus contos são a partir do que vivo com ela no meu mundo.
Se você não entende é porque não merece estar nele.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário