sexta-feira, 16 de abril de 2010


A lágrima doce que hoje escorre por minha face segue retilinea pelo caminho ao cair, pois meu rosto permanece erguido de prazer e orgulho por essa não ser mais um que cai direto ao chão pelo fato de o rosto antes estar direccionado para baixo por conta das decepções e desesperos de o que realmente fazer.
Isso tudo sou grato a mim e a você.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário