sexta-feira, 16 de abril de 2010

Desinibição e masoquismo.

Me dê um tapa e um beijo. Vai me deixar mais alertado.
Me dê uma mordida e me passe as unhas. Vai deixar marcas no que já é marcado.
Não pense muito e rasgue minha roupa, me deixando pelado e com desejo.
Me lamba todo e sinta o meu gosto. Que gosto terá?
Me aperte em seus braços e ai farei...
Mente ereta de desejos a dar, agora é minha vez.
O tapa, o beijo, a mordida, os desejos.
Sem pensar, rasgo a roupa.
A lambida, o gosto.
Aperto os meus braços, farei.
Fiz no final de tudo um alguém com gozo feliz.
Não leves a sério tudo.
Falo do tapa, da mordida...
É só para te deixar mais desinibida.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário