domingo, 28 de março de 2010

Permaneçamos assim.

Temos nossas diferenças.
Algumas pequenas, outras gigantescas.
Não dá para analisar o porque.
O porque de não estar-mos juntos.
O que contaria mais seria a nossa distância.
O nosso horário de passagem.
Todos temos diferenças.
Por isso, é melhor conviver assim.
Sem você ser igual ao meu eu.
Sem o seu eu ser igual a mim.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário