domingo, 28 de março de 2010

Olhar que oferece perigo.


Olho o teu corpo, mesmo estando coberto por todos aqueles panos e analiso todas as suas linhas, mesmo elas sendo demais ou não.
Olho e não canso de passear por curvas que me dão aventura e me deixam de frente com o perigo.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário