quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Andarilhos com armaduras de couro grosso, que protegem sem nenhum medo suas palavras bocejadas a todos que lhe transmitem uma extensa paz interior em meio a tumultuada correria dos outros guerreiros que se atropelam indo de um lado para o outro do campo de batalha. Assim permanecem em seu tempo.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário