sexta-feira, 11 de setembro de 2009

As mãos na hora certa.

É incrível que em alguns dias você consiga pensar em várias coisas diferentes, revê tudo o que aconteceu em momentos recentes que quer relatar, pensa não só neles, mas, as palavras certas e coerentes, as formas de como vai contar tudo para não parecer um sentimento além do que é para ser, (afinal todo ser humano imagina mais do que vê) e encontra-se sem forças suficientes para jorrar.
Já, em outros dias, sem nenhum esforço, diante de um papel e uma caneta facilmente se passa tudo, levemente se jorra tudo, sem demora e ainda brinca com as palavras.
O ser humano é uma coisa incrível, sendo as mãos parte dele.

As mãos...
“As uso não somente para escrever como também para acariciar a quem de fato merece.”

(André Luiz)

Um comentário:

Gyzas disse...

Arrazouu! Realmente é assim mesmo, tem dias e dias =P
Hoje minha cabeça borbulha de tanta coisa, mas não consigo escrever nada de produtivo...hehe!

xeroo!

Postar um comentário