sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Falarei, Procurarei, escreverei e com isso mudarei.

Falarei de amores estando feliz.
Procurarei usar as palavras com emoções de sentimentos astrais.
Escreverei e contagiarei os outros como se fosse um vírus em que todos pudessem inalar de uma vez, deixando-os em um só sentido de felicidade.
Já imaginou isso acontecendo pelo menos por alguns minutos de um dia qualquer?
Agora falarei e escreverei do que estou vendo e não do que mais desejo.
Os desejos são meus e tem que ficar comigo para serem criados e almejados pela pessoa certa. Se os ficar balbuciando para o vento poderão ser estranhados ou até mesmo desejados mais do que eu os desejo. Que loucura essa minha! Que egoísmo esse meu, mas temos que ser um pouco assim também.
Estou em uma fase boa de minha vida, onde me encontro em mudanças totais.
Muitos devem estar pensando várias coisas com isso, mas não deveriam, temos que ter tempo para nós também, para avaliarmos cada passo que iremos dar, cada palavra que iremos dizer, cada pessoa que iremos conhecer, cada momento que iremos curtir... Estar perto de quem realmente me deseja por perto. “Atenção real será dada a mim será devolvida em dobro não esperando nada de ninguém.”
O ser humano, nós, somos irreconhecíveis perante nossos pensamentos, sendo que não deveríamos ter medo das coisas e sim de nós mesmos.
Pois é, podem até pensar que estou louco, mas, é isso mesmo. Se perguntarem...
Os que lêem e participam ativos comigo, sabem o motivo de cada palavra, pois as viveram em cada texto escrito e em cada sentimento sentido e contido.
E é isso. Querendo iniciar uma nova fase de vida, uma nova continuação de jornada com uma mudança em transparência, permaneço a indagar cada passo meu em cada caso que aqui possa ditar.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário