sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Estão ao nosso redor.

Onde menos imaginamos eles estão sem frases escritas em suas testas tornando possível assim serem facilmente identificados.
Rondam por entre todos e se apoderam dos que veem que são facilmente concientizados.
Sem piedade controlam o tempo e espaço.
Depois de muito persuadindo arrancam sem dó o que querem e fogem sem dar noticias.
Eles mesmos.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário