quarta-feira, 1 de julho de 2009

O ver

Difícil seria falar de sua beleza se não a pudesse ver.
Se fosse um completo idiota em não perceber tamanha em seu ser.
Seria difícil, mas não é, pois...
Vejo no teu olhar a singeleza de um ser natural, recatado...
Vejo na tua boca a mais surpreendente noção de lábios majestosos...
Vejo em teu rosto a mais perfeita expressão de felicidade quando estamos juntos...
Vejo em teu corpo o meu desejo árduo de possuir...
Vejo...
Vejo, e vou continuar,
Mesmo que tudo isso seja mera imaginação.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário