quinta-feira, 2 de julho de 2009

Meu corpo


Meu corpo é sempre do mesmo tamanho.
Minha alma é que carrega o ofício de engordar as sombras, de esticar os membros postiços que a corpo vai juntando sem que o volume de forma, avulte junto com a roupa sem que a sombra no chão note a desproporção.



(Vera Lúcia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário