terça-feira, 28 de julho de 2009

Espera do pedido que é de um por todos.

Pedirei bem alto para você escutar.
Não falarei que ontem passou e jamais direi o que aconteceu.
Mera esperança guardou, mero momento ele me deu.
De ontem so lembrarei e levarei a saudade que me foi dada.
Pelo que pensa que passa.
Pelo que passa e não pensa em voltar.
Deixa viver outra vez a tudo que de saudade se fez.
Jamais falarei do outro tempo.
Eu prometo!
Que de lembranças irá me dar pela segunda vez a sentir
Do mesmo jeito ao lado de quem estar.
Agora, só te digo algo.
Que depois que acontecer de novo,
Te pedirei outra vez para o novo não mais passar.
Congela-te hó tempo.
Deixa teu ser homem te usar de aventura e contento,
No vão da loucura de ir e voltar.
Fazer acontecer de novo o que pensar esse povo.
O pensar.
Te pesso...
Não somente eu.
É um clamor do que vejo naqueles que não tem a coragem,
De ir até lá e te pedir nem que seja baixinho.
Para aos outros não revelar.
O pedido que deseja.
Volta!!
Eu te grito grandioso.
Sem vergonha e sem saber.
Vai!!
E eu te espero pra me responder
Mas lembra.
Jamais falarei do ontem se novamente ele viver.
Vai!!
Ligeiro sem atropelar.
Vai!
Corre.
Estou te esperando.
E volta.
Para uma resposta boa me dar.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário