quinta-feira, 2 de julho de 2009

Escrevo

Sem noção as palavras que ditam em minhas mãos.
E assim calado de tanta impariedade consumo o que me resta e fico sem noção do que convem.
O que convem??
Adormeço.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário