quarta-feira, 24 de junho de 2009

Aprendi...


Aprendi a conhecer você assim como os pássaros conhecem seus caminhos sem dúvidas num voou livre que se abre ao infinito.
Aprendi a caminhar pra você assim como os rios caminham numa só direção, num rumo direto de correntezas, de passos firmes como água.
Aprendi a respeitar você assim como as estrelas respeitam o brilho da lua que se sabem que como ela só existe uma única no mundo.
Aprendi a brigar com você como as ondas do mar. Que brigam e se debatem inutilmente para depois se transformarem em suaves espumas na areia.
Aprendi a entender você assim como as montanhas entendem as nuvens como que pedindo a chuva para suas relvas sedentas.
Aprendi a curtir você assim como os pássaros curtem a liberdade, os rios as águas, as estrelas o céu, as ondas o mar e as montanhas seus campos.
Aprendi a amar você com o amor mais puro e sublime que possa existir, assim como Deus eternamente, assim como a mim mesma ou talvez um pouco mais.

(Carta de um amor que existiu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário