quarta-feira, 27 de maio de 2009

Viagem ao centro de mim.

Dia-a-dia, viajo pelo céu, pelo mar, ai... Mergulho nessas áquas e vejo a quem se doa infinito a mim.
Ao ver de longe tudo o que faz, mesmo que não agrade a mim ou a outro, permaneço intacto no meu lugar, pensativo imaginando ao meu lado estar.
Rio, querendo só te ter, te tocar, sentir teu perfume, teus lábios beijar, me deixar iludir só pela forma de amar e pelo jeito tão sério que a todos faz agradar.
Já agora, só me deixo pensar em você, não sendo obseção e sim desejo que existe em meu coração.
Assim se isso nunca passar, acontecer, o que sei é que sempre lembrarei de você. Meu amor em mim solidão.
Noites a fio não deixarei de navegar enfrentando tormentas, tempestades no ar, no mar... Continuarei a procura de alguém que me ame e possa amar.

(André Luiz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário